O peso dos hábitos no envelhecimento

Categoria: Gerais - Palavras-chave: Bem Estar | envelhecimento | pesquisa

26/07/2017

[Por G1 - Bem Estar] Genética: informação ou condenação? Nada melhor do que estudar irmãos gêmeos para ter a resposta. O Bem Estar mostrou um teste com duas irmãs de 55 anos. Uma vive na cidade grande e a outra em fazenda. Elas têm a mesma herança genética, mas os testes mostraram que a irmã que vive na fazenda é, biologicamente, dois anos mais jovem.

O teste reforça a ideia de que 75% da longevidade está relacionada aos hábitos. Apenas 25% aos genes. O geriatra e cardiologista Roberto Miranda explicou o peso dos hábitos na nossa idade biológica – a que realmente conta – independentemente dos aniversários.

Os genes influenciam bem menos na saúde que o meio ambiente. O meio pode mudar o funcionamento dos genes e levar a muitas alterações. Tudo que não está no nosso DNA é chamado de fator externo ou ambiental. Por isso, é preciso prestar atenção a esses fatores. São eles: dieta, exercício físico, estresse e poluição.

Hábitos ruins prejudicam o DNA. E o estresse é um deles. Crie ambientes e hábitos saudáveis. Coma alimentos com vitaminas e antioxidantes, faça atividade física e diminua os níveis de estresse.

 


Rua Cândido Xavier, 575 Sala 21 - Água Verde - Curitiba / PR - Ver mapa >>>
Copyright © - Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia Seção Paraná - Todos os direitos reservados